O Plano B

coisas

olá guerra fria

por T. C. Soares em 31 de julho de 2013, 2 comments

Os EUA tem um avião que passa o ano todo voando ao redor de Cuba transmitindo programação de TV anticastrista. E Cuba passa o ano todo neutralizando o sinal.

Nos últimos seis anos, o governo dos EUA gastou mais de US$ 24 milhões para voar um avião em torno de Cuba e transmitir programação de TV patrocinada pelos americanos para os habitantes da ilha (nota: o canal é conhecido como Radio e TV Martí). Mas a cada dia que o avião voa, o governo de Havana congestiona seu sinal de transmissão. Poucos cubanos (se é que há algum), conseguem ver o que ele transmite.

O programa é executado pelo Broadcasting Board of Governors (BBG) dos EUA, que, nos últimos dois anos, pediu ao Congresso que acabasse com o programa. Como motivo, o órgão cita o seu gasto exorbitante e o duvidoso custo-benefício. “O sinal é fortemente embaralhado pelo governo cubano, limitando significativamente o alcance dessa plataforma e seu impacto sobre a ilha”, diz o pedido de orçamento para o ano fiscal administrativo de 2014.

(…)

Mas, independente do que acontecer, a programação da Rádio e TV Martí não acabará como um todo. O BBG está entusiasmado com a possibilidade de outros métodos para levar sua programação aos telespectadores e ouvintes cubanos: divulgação de DVDs, distribuição de pen drives, transmissão via satélite e até mesmo um possível novo aplicativo para smartphone. As várias soluções alternativas carregariam, todas, a programação da Martí.

Da Foreign Policy.

Os comentários estão fechados.